Connect with us

Educação

Dia da Consciência Negra: 5 expressões racistas que precisam sair do seu vocabulário.

Published

on

Comemorado em 20 de outubro, o Dia da Consciência Negra representa a luta contra o preconceito, à desigualdade e à violência vividos por pessoas pretas. Pensando na importância dessa data, listamos o significado de algumas expressões racistas que fazem parte do vocabulário cotidiano e que talvez você use sem perceber.

Denegrir

Usada no sentido pejorativo para se referir a alguém sendo difamado, seu real significado é “tornar negro”, o que acaba associando tornar-se negro a algo ruim. 

“Não sou tuas negas”

Essa expressão ilustra a mulher negra como “qualquer uma”. Durante a escravião, escravas negras eram consideradas propriedades, sendo usadas inclusive para satisfazer  desejos sexuais. 

Cabelo ruim

Muitos nomes são usados para depreciar o cabelo afro, sendo essa a mais conhecida. O termo correto é “cabelo crespo”, ao invés classificar fios lisos como “bons” e cacheados/crespos como “ruins”.

Criado Mudo

O nome deste móvel faz alusão aos escravos que eram submetidos a ficarem parados ao lado da cama dos seus senhores, prontos para servi-los. O nome correto é mesinha de cabeceira ou lateral. 

Mercado negro/magia negra/lista negra/ovelha negra

A palavra “negro” é usadas em diversas situações em que representa algo ilegal, negativo, prejudicial, etc. Fique atento e substitua pela palavra que representa literalmente o que você quer dizer. Exemplo: Mercado ilegál. 

A luta contra o racismo é necessária em todos os dias do ano. A iniciativa de acabar com isso pode partir de cada um de nós, refletindo, aprendendo e buscando corrigir nossos atos. Conscientize-se! 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.